Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Tralhas da Alex

31
Dez18

O meu Top 10 de 2018

Alex

0489B9DC-4083-4811-BF1C-8669C2F1AAE8.jpeg

 

O ano está a chegar ao fim. Muito aconteceu e não quis deixar de partilhar convosco algumas coisas que foram importantes. Não estão necessariamente pela ordem de importância mas aqui ficam as 10 coisas que mais me marcaram em 2018:

 

1. Viagem a NYC no Natal

 

Quando a ideia desta viagem surgiu não fiquei logo convencida. Foram necessários alguns dias e alguns telefonemas para que a decisão fosse positiva. Hesitei, tive dúvidas mas hoje agradeço ter ido. Era uma cidade que há muito queria conhecer. Cosmopolita como eu, tinha a certeza que iria gostar bastante. Não me enganei. E valeu ainda mais ter ido nesta quadra. As iluminações de Natal, as pistas de gelo, as grandes montras coloridas, tudo se fez ainda mais sentido. Não passei o Natal com a família mas não me esqueci deles um segundo. Obrigado Sr. Tralhas por este Natal diferente mas especial!

 

 2. ½ Maratona Madrid

 

Há dois anos atrás quando estive em Madrid a fazer a prova de 10k prometi à Bábi que voltaríamos no ano seguinte para fazer os 21k. Em 2018, cumprimos. Apesar de no início do ano ter estado bastante doente, o que me inviabilizou boa parte do plano de treino, consegui terminar a meia maratona. Mais um momento de superação. Obrigado Bábi! Obrigado Pedro, não só pelo teu desempenho como por me teres acompanhado a partir do km 15 até à meta!! Para o ano lá estaremos para corridas, tapas e canhas!!

 

3. Aprender Kizomba

 

Numa fase menos boa deste ano resolvi sair da minha zona de conforto e ir aprender uma dança. Por um acaso da vida apareceu o kizomba. Gosto muito de dançar e esta novidade teve um papel muito importante para o meu bem estar. Estou pronta para ir para África pôr em prática tudo o que aprendi.

 

4. Agenda Cultural = Concertos + Restaurantes + Teatro + Festivais

 

Quem me conhece sabe que eu não vivo bem sem uma agenda cultural recheada. 2018 foi um ano cheio de bons concertos, visitas a novos restaurantes, brunches, idas ao teatro e ao cinema. Não consigo mencioná-los todos mas aqui ficam alguns programas que mais gostei durante este ano (alguns deles tiveram direito a destaque aqui no blog): Concerto Lenny Kravitz, Fados na Mesa de Frades, Copos no Old Vic, fins de semana na Matinha, Almoços no Bar do Fundo, Concerto do Ben Harper e Charles Musselwhite, Jogos do Glorioso na Luz, Jantares no Água pela Barba, Concertos top no Rock in Rio, brunches no Marieta em Madrid, compras em NYC…

 

5. Regresso a Pedras d’El Rei

 

As minhas férias de verão na infância foram passadas na Praia do Barril em Pedras d’El Rei (Tavira). Guardo muito boas recordações desse tempo. De ir de comboio para a praia, de adormecer depois de almoço com o pai a ouvir a Volta a Portugal na tv, dos gelados à noite no Bar da Nora, dos mergulhos na piscina do aldeamento, de ir comprar presentes ao Bazar Tanger em Tavira, de ir comer polvo a Santa Luzia, de ler muito, de telefonar às amigas da cabine telefónica. Não ia a Pedras d’El Rei há muitos anos. Voltei lá em Junho para uns dias de descanso. A meteorologia não ajudou mas valeu a pena ter ido. Os cheiros, as cores transportaram-me às férias da minha infância. E foi tão bom.

 

 6. Parques de Diversões

 

O Sr. Tralhas é grande fã de parques de diversões e, sobretudo, de montanhas russas. Aqui a Alex é medrosa e tem vertigens. Ora, a combinação não podia ser pior. Em Agosto fomos passar um fim de semana a Madrid com direito a passagem pelo Parque Warner Bros. Com um misto de medo e curiosidade e muito incentivo do Sr. Tralhas lá subi às montanhas.. e não é que gostei??!

 

7. Férias de Caravana

 

Grande experiência de 2018. Pelos caminhos do Norte de Portugal e Espanha. Importante ter espírito aberto e viajar com um grupo de amigos que tenha o mesmo registo. Obrigado Sr. Tralhas, Henrique e Bruno pela boa disposição a bordo. Do melhor que há… aquele churrasco perto de Pueblo de Sanabria e o ‘cabeleireiro’ de Soajo!! Momentos que vão ficar para a história! E, sem dúvida, voltarei a repetir o passeio!

 

8. Viagem a Estocolmo

 

Por alguma razão que não sei explicar viajo sempre em Março. O final do 1º trimestre parece-me uma boa altura para fazer um fim de semana prolongado ou uma escapadela além fronteiras. Este ano o destino foi Estocolmo na Suécia. Fui muito bem recebida pelo Vasco que, trabalhando e vivendo lá, desempenhou de forma exemplar o papel de cicerone! Gostei bastante da cidade apesar do frio. E não posso deixar de mencionar os Kanelbullar, os famosos bolinhos de canela (que também podem encontrar no IKEA!) que me souberam pela vida com um bom Latte. Sem dúvida, os restantes países nórdicos estão na minha wish list de 2019.

 

9. Criação d’As Tralhas da Alex

 

Se hoje existem As Tralhas da Alex devo-o, sem dúvida, ao Sr. Tralhas que, em Abril, foi o grande impulsionador de tudo isto. A vontade já a tinha há bastante tempo mas andava a procrastinar. Faço amanhã, vejo depois, ainda não é o timing, enfim… as desculpas do costume! Sei que o blog nunca terá grande alcance mas essa não é a principal motivação. Gosto de escrever. E, mais do que isso, gosto de partilhá-lo convosco. Obrigado por me lerem e por me enviarem as vossas palavras de incentivo! Sei que não escrevo com a regularidade que um blog necessitaria mas, não quero escrever por obrigação. Escrevo quando me apetece e publico quando entendo relevante. É esse o prazer disto tudo!

 

10. Cuidar do Nikko

 

Quando a Bábi me falou da sua aflição sobre onde deixar o recém membro da família durante uma viagem longa que iria fazer, consultei o Sr. Tralhas e, tendo ele experiência com a bicharada, aceitámos ficar com o Nikko até ao regresso dos seus ‘pais’. Para mim foi, sem dúvida, uma grande aprendizagem. Os que me conhecem sabem o pânico que tenho aos bichos em geral e aos cães em particular (obrigado traumas do passado!!) e, portanto, foi com grande surpresa que todos me viram neste registo. O Nikko é um fofinho. Porta-se bem mas, como qualquer animal que tenhamos, requer atenção, cuidados e carinho. Correram muito bem as suas férias connosco e tenho muitas saudades dele. Quem sabe se esta aventura não abriu o apetite para que futuramente venha a ter um cão?!

 

Vemo-nos aqui pel’As Tralhas da Alex em 2019, ok? Feliz Ano Novo a todos!!

28
Dez18

#breakeven

Alex

 

 

Ontem ao ir para casa depois de um dia de trabalho difícil e ainda com o jetlag no corpo vinha a pensar na noção de equilíbrio e em como isso é tão importante na nossa vida e no nosso bem estar. Amor e trabalho. Vida pessoal e vida profissional. Muitas vezes, o que acontece é que estas parecem duas dimensões que dificilmente se cruzam. Quando os amores vão bem, o trabalho está uma porcaria e, geralmente, quando estamos muito bem no trabalho, o nosso coração é sacrificado. Como para tudo na vida, entendo que, o mais difícil é chegar ao equilíbrio de ambas. Funciona quase como atingir o break even, ou seja, aquele momento em que nos sentimos realizados tanto no trabalho como no amor.

DE3F9B3E-36C3-410D-9192-439061D21F73.jpeg

Mas, cada um de nós, valoriza coisas diferentes. Uns fazem tudo por uma carreira bem sucedida (signifique isso o que significar!!). Outros privilegiam ter uma vida familiar estável e tranquila. No meu caso, o mais importante é a segunda dimensão. Família, amigos e amor. É isto que me realiza. De que serve ter uma carreira de topo, ganhar muito dinheiro, se depois não se tem ninguém para partilhar as alegrias e as dores? De que serve uma carreira de sonho para, ao fim do dia, se chegar a uma casa vazia?

 

Como em tudo na vida, o equilíbrio é o mais difícil. E, tantas vezes, trata-se mesmo de um exercício, ou seja, tentar ir balanceando as coisas na medida certa. Umas vezes a dimensão particular vai melhor e a profissional não tão bem ou vice-versa. Não há segredos e também não há soluções mágicas. Cada pessoa vive estas realidades de maneiras diferentes. Mas, seja qual for o vosso caminho e a vossa escolha sigam por aquilo que vos faz mais feliz. Afinal de contas, é tudo o que de cá levamos.

21
Dez18

Dezembro, o mês do Natal

Alex

Adoro Dezembro e tudo o que este mês traz. É o mês do meu aniversário (e de muitas pessoas que me são queridas!) mas é também o mês de uma das alturas do ano que mais gosto. O Natal. A verdade é que gosto muito desta altura do ano pela atmosfera que se vive. As pessoas tendem a ser mais generosas, as ruas iluminam-se, as casas decoram-se a rigor, as mesas enchem-se de boas iguarias, as tradições saem das gavetas e tudo parece fluir melhor. Gosto da azáfama dos dias e do sentido de família que o mês nos acresenta.

 

C1291300-A75B-42BC-A5EC-D3568E2A8D54.png

 

Para mim as cores bonitas do Natal são estas. É, sem dúvida, uma altura de Amor. É quando a família que está longe se encontra novamente, é quando somos mais simpáticos com aquele colega meio chato, é quando fazemos as boas acções que nos esquecemos no resto do ano. O verdadeiro espírito do Natal é este. De Amor, de carinho, de altruísmo. O que realmente me faz gostar um pouco menos da época é mesmo o consumismo em torno da data. Os centros comerciais ficam impossíveis e as pessoas parecem ter ensandecido, tal é a correria aos presentes. E, nesta matéria, confesso que acho muito aborrecido ter que comprar um presente a alguém porque é Natal e 'tem que ser'. Funciona como uma obrigação e retira o prazer do acto de dar. No caso de quem passa o Natal com crianças o caso ainda é mais gritante. Enchemos as nossas crianças de brinquedos com os quais, a grande maioria das vezes, elas pouco ou nada brincam e depois atiram para o cesto do esquecimento. Parece-me um exagero. É todo este lado mais comercial que me entristece no Natal.

 

Mas, apesar disto, continuo a adorar esta altura tão cheia de tradições. Este ano não estarei com os 'meus', não irei à Missa do Galo, não irei beijar o Menino, não irei ver o grande fogo de madeiros a arder no adro da Igreja, não irei ficar à lareira a beber vinho do Porto e a comer After Eight mas levo a minha querida família no coração e o meu pensamento estará com eles. A vocês todos, pessoas que me são queridas, aqui ficam os meus Votos de um Santo e Feliz Natal para todos. Que esta correria não vos deixe esquecer do que realmente é essencial. Coisas essas que não costumam vir embulhadas em papel.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D